Vida Empresarial

891

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha e a cooperativa Novos Percursos, CRL estão a promover e a divulgar um conjunto de soluções de apoio para criação de microiniciativas, microempresas e pequenas e médias empresas. O objetivo é colocar à disposição dos interessados, que inclui pessoas social e economicamente excluídas, um conjunto de soluções e iniciativas de apoio ao empreendedorismo, criação de emprego e inserção.

As duas entidades assinaram um protocolo em maio comprometendo-se a divulgar as diversas soluções propostas pela cooperativa junto de potenciais interessados, que inclui desempregados e empresários em nome individual. A Novo Percursos, CRL é uma cooperativa de serviços vocacionada para o apoio social e económico, que desenvolve soluções financeiras e económicas, que podem ser empréstimos em condições favoráveis e/ou obtenção de apoios públicos destinados aos desempregados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional.

O Município de Albergaria-a-Velha está a divulgar as soluções da cooperativa junto de todos os interessados, com o objetivo de fomentar projetos de criação do próprio emprego ou negócio. Da mesma forma, disponibiliza a Incubadora de Empresas ou outras instalações municipais, bem como recursos humanos, para divulgação das iniciativas. A cooperativa deverá, por seu turno, acompanhar o desenvolvimento dos apoios concedidos de forma a torná-los bem sucedidos. Os interessados em beneficiar dos serviços da cooperativa Novos Percursos podem contactar o Serviço de Atividades Económicas, Apoio ao Empreendedorismo e Turismo da Autarquia através do correio eletrónico incubadora.empresas@cm-albergaria.pt.

28-06-2017
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

1534

A Incubadora de Empresas de Albergaria-a-Velha vai receber duas novas empresas. O Presidente da Câmara, António Loureiro, assinou esta semana os contratos com os empreendedores e manifestou o seu agrado pela diversidade de sectores que têm sido incubados. “São muito variados os negócios que temos acolhido na Incubadora e com uma taxa de sucesso muito elevada, o que nos permite acolher mais projetos e oferecer melhores serviços, contribuindo para o aumento do nosso tecido empresarial”, referiu o Autarca Albergariense.

As novas empresas são a D’LOIN, Animação Turística e Eventos Lda, e a Querido Planeta, Unipessoal, Lda.

A D’LOIN dedica-se à organização e promoção de eventos lúdicos, culturais, desportivos e sociais no âmbito da animação turística. Dirigida por Delmira Gomes, a D’LOIN comercializa, organiza e dinamiza rotas temáticas de turismo de natureza, gastronómico, cultural e paisagístico. Entre esta oferta de serviços, estão incluídas atividades de observação da natureza, caminhadas, percursos pedestres, visitas a museus, palácios e monumentos históricos e outros percursos de descoberta de locais de interesse patrimonial e cultural. A D’LOIN está habilitada para prestar serviços de guia turístico.

A Querido Planeta, Unipessoal, Lda dedica-se à realização de estudos e projetos de engenharia e arquitetura, construção civil e obras públicas, conservação e restauro de edifícios. Dirigida por Miguel Costa, a Querido Planeta, dedica-se também à promoção imobiliária, compra e venda de imóveis e revenda dos adquiridos para esse fim. Promove também alternativas à construção tradicional, através do sistema “Wood Frame”, que é um sistema de estruturas verticais em madeira.

A Incubadora de Empresas de Albergaria-a-Velha acolhe atualmente mais de uma dezena de empresas e ideias de negócio, totalizando mais de 20 postos de trabalho, e um volume de negócios estimado, em 2016, superior a 1 milhão de euros.

Para além de vários gabinetes, alguns a funcionar em regime de coworking, a Incubadora dispõe de salas de formação, uma sala de reuniões, um auditório e um pavilhão multiusos. No equipamento municipal funciona o Serviço de Apoio ao Empresário, que acompanha e apoia os empreendedores.

09-04-2017
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

1845

O Programa de Incentivos à Criação do Próprio Emprego, iniciativa concebida pelo Município de Albergaria-a-Velha e cuja primeira edição teve lugar em 2015, está na origem da criação de mais de 40 postos de trabalho e de um volume de negócios estimado de cerca de 1 milhão de euros. No conjunto dos dois anos de aplicação da medida, já foram apoiadas 26 empresas e ideias de negócio.

O objetivo do programa, pioneiro em Portugal e inspiração para outras autarquias, é incitar empreendedores a investir, promovendo o desenvolvimento da economia local e a criação de condições para a empregabilidade. A Câmara Municipal disponibiliza 50 mil euros por ano para apoiar projetos empresariais ou ideias de negócio em Albergaria-a-Velha. Após um processo de avaliação de candidaturas, os empreendedores dispõem de um conjunto de incentivos anuais, não reembolsáveis, que podem chegar aos 4000 euros.

O programa contempla a atribuição de dois tipos de apoios: uma bolsa de incentivos no valor de 250 euros por mês, pelo período de um ano, de forma a facilitar a sua instalação no Concelho; e um conjunto de apoios à contratação de serviços externos, um para serviços de contabilidade (300 euros/ano), outro para serviços de design (350 euros/ano) e um terceiro para consultoria financeira e/ou serviços de capacitação (350 euros/ano).

No primeiro ano do programa foram apoiados 12 projetos nas mais diversas áreas. Soluções tecnológicas de comunicação, maquinação e tornearia, produção de hortícolas e frutícolas, serviços de consultadoria e trading, comercialização e manutenção de bicicletas foram alguns dos projetos selecionados.

No ano passado, o segundo ano do Programa de Incentivos, a Câmara Municipal apoiou 14 projetos em áreas como consultoria, desenvolvimento de aplicações web, produção e comercialização de produtos artesanais, manutenção de veículos híbridos e elétricos, criação de serviços de barbearia, instalações elétricas, fotografia e animação turística.

No conjunto dos dois anos, foram criados mais de 40 postos de trabalho, enquanto o volume de negócios estimado destas empresas, em 2016, é superior a 1 milhão de euros.

“Felizmente há pessoas que saem da sua zona de conforto, são otimistas e lutam contra a maré”, afirmou António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal, na última sessão de assinatura dos contratos, que decorreu na Biblioteca Municipal, em outubro de 2016. Fazendo um balanço dos dois anos do projeto, o Autarca deu conta que houve um aumento significativo de candidaturas, salientando que as 12 empresas apoiadas em 2015 continuam a “trabalhar no terreno”, mantendo os postos de trabalho criados.

19-02-2017
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

2112

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha assinou no passado dia 16 de janeiro, o primeiro contrato de incubação de 2017 relativo à instalação da PROSCAD, Unipessoal Lda, um projeto de Ricardo Santos Duarte na área da digitalização, desenho e impressão 3D.

Após sete anos a trabalhar no setor industrial, onde desempenhou funções de gestor de produção, Ricardo Santos Duarte quis “dar o salto” e desenvolver o seu próprio projeto. Com a PROSCAD, o jovem empreendedor quer explorar o potencial da digitalização e impressão 3D, sendo um dos exemplos de utilização a recuperação de peças complexas e antigas, que não possuem desenhos e, como tal, são muito difíceis de reproduzir. As pequenas e médias empresas, sem gabinetes de desenho, são o mercado preferencial.

No ato da assinatura do contrato de incubação, Ricardo Santos Duarte agradeceu ao Município a oportunidade de desenvolver o seu projeto na Incubadora de Empresas. “As condições disponibilizadas são muito boas e é muito importante termos alguém que nos apoie nesta fase inicial de arranque”, salientou.

A Incubadora de Empresas de Albergaria-a-Velha alberga atualmente 11 empresas e ideias de negócio, que totalizam 22 postos de trabalho. Para além de vários gabinetes, alguns a funcionar em regime de coworking, a Incubadora dispõe de salas de formação, uma sala de reuniões, um auditório e um pavilhão multiusos. No equipamento municipal funciona, ainda, o Serviço de Apoio ao Empresário, que acompanha e apoia os empreendedores e pretende ser o ponto de contacto com a Câmara Municipal.

No ano passado, a Incubadora de Empresas foi alvo de uma intervenção para melhorar as condições oferecidas aos empreendedores, nomeadamente no que diz respeito ao aquecimento das salas e à acústica, bem como à reestruturação do espaço de forma a garantir maior privacidade às empresas instaladas.

23-01-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

2701

O Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, António Loureiro, anunciou ontem no 5.º Fórum Empresarial da Região de Aveiro, a apresentação de uma candidatura ao Programa Centro 2020 para iniciar a infraestruturação do aumento da zona industrial. “Pretendemos responder positivamente aos inúmeros pedidos de instalação de empresas em Albergaria”, afirmou o Autarca.

António Loureiro deu conta que o Município Albergariense dispõe de mais de 2500 empresas, que este ano já superaram os mil milhões de euros em volume de negócios. “Sendo o centésimo Município português em termos populacionais, ocupa o lugar 55 dos municípios com mais volume de negócios e o 35.º em termos de exportações”, referiu.

O Presidente da Câmara explicou que “se o Município quer continuar a crescer e a captar novos investimentos, para além do solo industrial permitido pela revisão do PDM, é urgente a criação de infraestruturas de qualidade capazes de ter esse efeito”.

António Loureiro acabou por divulgar os indicadores económicos mais recentes, que colocam Albergaria-a-Velha em lugar de destaque: crescimento de emprego em quatro por cento; aumento do volume de exportações em 8,4 por cento; aumento do número de empresas exportadoras em 9,5 por cento; e aumento de 3,75 por cento no número de empresas criadas.

Afirmando a dinamização económica e a regeneração urbana como duas das suas prioridades, António Loureiro apontou igualmente a coesão social e o turismo como estratégias de desenvolvimento para o Município de Albergaria-a-Velha, defendendo uma discriminação positiva no âmbito das candidaturas ao Programa Centro 2020, para os municípios que não tiveram qualquer apoio no quadros comunitários anteriores.

O Autarca falava na abertura do 5.º Fórum Empresarial da Associação Industrial do Distrito de Aveiro, que decorreu ontem no Cineteatro Alba, em Albergaria-a-Velha. Perante o Ministro Manuel Caldeira Cabral e uma plateia repleta de empresários, António Loureiro apelou também ao levantamento das condicionantes do traçado previsto pela A32.

“A execução desta via irá estrangular de forma irreversível o Concelho e algumas das suas freguesias. Penso não ser de todo imprescindível a construção de uma terceira auto-estrada num espaço de curtíssimos quilómetros e paralela à A1 e A29”, afirmou António Loureiro, recordando que a Assembleia da República aprovou uma recomendação ao Governo nesse sentido, bem como a realização do estudo de alteração ao traçado.

14-11-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

1005

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, vai abrir o 5.º Fórum Empresarial da Região de Aveiro, que decorre no Cineteatro Alba, dia 11 de novembro. É a segunda  edição consecutiva do evento em Albergaria-a-Velha, uma organização da AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro, que este ano celebra o seu 30.º aniversário.

O tema central do Fórum é “A Indústria Rumo ao Futuro” e visa promover uma discussão alargada sobre o futuro da indústria portuguesa, em especial na Região de Aveiro, tendo em vista a sua afirmação e capacidade de diferenciação além-fronteiras. À semelhança de edições anteriores, o fórum conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

“A Indústria Inteligente” e “O Futuro Aposta No Investimento” são os temas dos dois painéis que vão decorrer ao longo do dia e que contam com a participação de empresários, investigadores e administradores de empresas das mais diversas áreas de atividade. Durante a manhã destaca-se a intervenção, por videoconferência, de Carlos Moedas, Comissário Europeu da Investigação, Ciência e Inovação, que irá abordar o tema “A Internacionalização e a Indústria Inteligente”. Durante a tarde, António Saraiva, Presidente da Confederação Empresarial de Portugal, falará sobre “Investimento, Financiamento, Fiscalidade e Confiança”.

Estão confirmadas as presenças no Fórum de Daniel Bessa, Professor da Universidade do Porto, de Manuel António Assunção, Reitor da Universidade de Aveiro, de Carlos Ribas, Representante Oficial da Bosch em Portugal, e de Carlos Martins, Presidente do Conselho de Administração da Martifer. São também aguardadas as presenças de José Rui Felizardo, administrador do CEiiA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel) e de Elvira Fortunato, diretora do CENIMAT (Centro de Investigação de Materiais da Universidade Nova de Lisboa). O Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, vai encerrar o encontro.

Os interessados em participar no 5.º Fórum Empresarial da Região de Aveiro podem fazer a sua inscrição em http://eventos.aida.pt/. O preço de participação é de 25 euros para associados da AIDA e 35 euros para não associados.

07-11-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

ÚLTIMOS ARTIGOS

150
Nos passados dias 11 e 12 de Janeiro o Presidente e o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha estiveram em Mansaba, no norte da...

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close