Ribeira de Fráguas

1834

No Centro de Dia de Ribeira de Fráguas (Cediara), no concelho de Albergaria-a-Velha, Aveiro, todos os dias são diferentes. Esqueça qualquer preconceito ou pré-conceito sobre lares de idosos e centros de dia e imagine uma instituição vibrante e em perfeita interligação não só geracional mas também comunitária.

“A Cediara é uma grande família, constituída pelos 30 trabalhadores, direcção, cerca de 200 utentes e muitos voluntários e amigos que nos vão apoiando na concretização dos nossos objectivos sociais: [tornarmo-nos] num espaço vivo e enriquecedor”, explicou ao Green Savers Susana Henriques, directora técnica da Cediara.

Nos últimos anos, a Cedira lançou vários projectos para mudar a mentalidade sobre o papel do idoso na comunidade, de forma a valorizar o seu saber e promover momentos de partilha e afectividade. “Os ganhos são comuns a todos os intervenientes, alargados também aos intervenientes indirectos, como os familiares das crianças e idosos. A própria comunidade local, que tem mudado a sua perspectiva sobre a avaliação ao idoso, procura uma maior aproximação e validação”, resume a responsável.

O projecto Gerações com Vida, por exemplo, foi desenvolvido em parceria com o Colégio de Albergaria e tem como objectivo a troca de correspondência entre idosos e crianças. Uma das acções levou jovens e comunidade a ensinarem os idosos a explorar as ferramentas informáticas, de forma a se manterem actualizados com um mundo em perfeita e constante mudança.

“As crianças e toda a comunidade escolar têm hoje uma perspectiva dos idosos mais inclusa, mais capaz. Posso afirmar que devolvemos aos idosos o papel de anciãos, de sábios e conselheiros. Também eles se têm mostrado mais interessados em continuar a aprender, com a auto-estima mais reforçada e com mais objectivos de vida”, continuou Susana Henriques.

Idade XXL

A mais recente iniciativa do Cediara, Idade XXL, é a continuidade de actividades intergeracionais que o centro de dia tem desenvolvido nos últimos anos – entre elas encontram-se os Senhores Sabedoria, em que os idosos dão aulas de história aos mais novos; e a Concretização de Sonhos, em que os idosos identificam vários sonhos que gostariam de concretizar.

O Idade XXL, mais abrangente que todos os outros projectos do Cediara, foi recentemente distinguido pelo Prémio Agir, promovido pela REN, garantindo €15.000 que irão ajudar a dar uma maior dimensão à iniciativa.

“Os sub-projectos Concretização de Sonhos e Senhores Sabedoria vão estender-se a um maior número de entidades, com novas actividades. Estas últimas semanas têm sido dedicadas a estabelecer parcerias e definir cronogramas”, confessor a directora técnica.

O entusiasmo é visível em Ribeira de Fráguas, explica Susana Henriques. Mas sem “uma ponta de stress”. “Os nossos idosos são de uma resistência e exemplo único. Inspiram-nos todos os dias”.

A responsável dá um exemplo. “Temos verificado uma melhoria a nível do estado emocial dos beneficiários do Concretização de Sonhos, traduzido pelo facto de, no primeiro contacto, não conseguirem sinalizar nenhum sonho por realizar. Passado algum tempo após a intervenção, porém, identificam não um mas vários sonhos. O que é óptimo, pois manifestam vontade de prosseguir o seu curso de vida”.

Inicialmente, o objectivo do projecto era a sua dinamização a nível do concelho, abrangendo os estabelecimentos de ensino e instituições locais. No entanto, os resultados das acções que a Cediara tem vindo a promover têm despertado o interesse de outras entidades e isso levou-a a alargar a área de intervenção a outros estabelecimentos de ensino do distrito de Aveiro. Também os estabelecimentos prisionais de Aveiro e Viseu serão visitados.

O que fazer com €15.000?

O dinheiro – ou falta dele – nunca pôs em causa a continuidade dos vários projectos de envelhecimento activo que, juntos, dão lugar ao Idade XXL. No entanto, os €15.000 recebidos na sequência do segundo lugar no Prémio Agir vão dar uma vertente mais profissional à iniciativa. O valor será incluído num orçamento que inclui a aquisição de uma viatura para deslocação dos utentes e transporte de equipamentos. Uma parte da verba será disponibilizada para a compra de material de apoio à concretização das actividades, nomeadamente som e projecção.

“A persistência carateriza os membros desta grande família que é a Cediara, pelo que, face aos bons resultados das acções que vínhamos a promover, não as poderíamos interromper. Contudo, face às limitações que tinhamos com a gestão das viaturas, nunca poderíamos ir tão longe. Este prémio foi um contributo determinante para a dimensão que lhe pretendemos atribuir”, continuou Susana Henriques.

De acordo com a responsável, todos os projectos desinteressados mas direccionados a dignificar causas sociais são sempre um contributo louvável. “Numa altura em que o terceiro sector se debate com inúmeras dificuldades económicas, projectos como o Prémio Agir são um óptimo contributo à melhoria da qualidade dos serviços. E este foi extremamente relevante, desde logo, pela escolha do tema. E por entender o envelhecimento activo como uma prioridade”, concluiu a responsável.

OS TRÊS GRANDES PROJECTOS DO CEDIARA

GERAÇÕES COM VIDA

O objectivo é a troca de correspondência entre idosos e crianças dos estabelecimentos de ensino parceiros. Existem outros momentos de encontro e partilha durante o ano, sempre programados com objectivos específicos.

CONCRETIZAÇÃO DE SONHOS

Os utentes e colaboradores da Cediara vestem a pele das suas personagens – Sra. Alegria, Doutor Saúde, entre outros – e visitam outras instituições, idosos em situação de dependência ou isolamento. De forma criativa, eles procuram concretizar os seus sonhos e proporcionar momentos de alegria e de esperança. Este projecto inclui também actividades de musicoterapia, de forma a promover a estimulação cognitiva, sensorial e a interacção social.

SENHORES SABEDORIA

Este projecto permite aos nossos utentes continuarem o seu processo de formação e partilha de conhecimentos, indo às escolas e estabelecimentos prisionais dar aulas de história e cidadania.

A edição de 2015 do Prémio Agir premiou, para além da Cediara, o Chapitô, de Lisboa, e a associação Engenho, da Famalicão. Saiba mais sobre o projecto e relembre a notícia do Green Savers.

12-10-2015
Fonte: Green Savers

Vai ser aberto o procedimento concursal público para a beneficiação da Estrada Municipal 554, que liga a freguesia de Ribeira de Fráguas ao limite do concelho de Sever do Vouga, numa extensão de três quilómetros. A base de licitação da empreitada é de 178 036,55 euros e o prazo de execução de 180 dias.

“Esta é a estrada em piores condições no Município, quer em termos de piso, quer em termos de segurança”, diz António Loureiro, Presidente da Câmara. Para além do pavimento degradado, a via tem cerca de uma dúzia de curvas, que exigem uma atenção redobrada a quem circula por esta zona.

Para melhorar as condições da Estrada Municipal 554 vai ser feita uma correção das curvas e o reperfilamento do traçado, com posterior pavimentação em betuminosa. Para além do trabalho nas sinuosidades da via, a obra contempla a drenagem de águas pluviais, a recuperação dos aquedutos existentes, a reparação de um tanque e de condutas de rega.

Numa fase posterior será feita a pavimentação de todo o perfil transversal e longitudinal da estrada, garantindo, desta forma, uma ligação mais segura entre os concelhos vizinhos na zona serrana.

Notícia de 21-08-2015

01-09-2015
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha 

ÚLTIMOS ARTIGOS

150
Nos passados dias 11 e 12 de Janeiro o Presidente e o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha estiveram em Mansaba, no norte da...

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close