Albergaria-a-Velha e Valmaior

Antiga escola primária do plano centenário, situada no centro da cidade, será remodelada e ampliada para albergar um novo estabelecimento de ensino do 1.º Ciclo. As obras, orçadas em mais de 600 mil euros vão arrancar no início do mês de Julho, com um prazo de execução de 365 dias.

A Escola Básica de Albergaria-a-Velha, concebida para acolher o 1.º e o 2.º Ciclo da cidade, revelou ser insuficiente para receber todos os alunos das escolas que encerraram. Com o tempo, verificou-se que a escola já não conseguia proporcionar as melhores condições de ensino a docentes e crianças. Concebida para acolher 8 turmas do 1.º Ciclo, a escola albergou sempre mais do que 10 turmas.

Com a requalificação da antiga Escola Primária da Avenida, o Município quer criar condições para melhorar a rede do 1.º Ciclo no centro da cidade, aproveitando as valências existentes na zona envolvente – Jardim-de-Infância, IPSS, campo desportivo e Casa Municipal da Juventude – para constituir um pólo de educação de excelência. Pretende-se que o novo estabelecimento de ensino seja um espaço eficiente, confortável e com os padrões de qualidade hoje exigidos.

A intervenção engloba o restauro do edifício existente e a construção de um novo corpo, totalizando uma área de 834 metros quadrados, mais 460 metros quadrados do que o edifício original. No rés-do-chão, a escola terá dois átrios, duas salas de aula com espaço de educação plástica integrado, gabinete de atendimento, sala de educação plástica, hall/zona de circulação, instalações sanitárias para estudantes (masculinas e femininas), deficientes e adultos, vestiário/sanitário para pessoal não docente, sala polivalente/refeitório e copa. No primeiro piso, com acesso por duas escadas e elevador, haverá átrios e circulações, duas salas de aula com espaço de educação plástica integrado, instalações sanitárias para adultos, sala de educação plástica, gabinete de trabalho dos professores, sala de professores e biblioteca.
O recreio da escola vai ter uma área de cerca de 500 metros quadrados e com a integração das áreas do perímetro da escola, onde se inclui o recinto desportivo, as crianças vão poder usufruir de um espaço exterior total de 1445 metros quadrados.

Fonte: CM Albergaria

A rua vencedora da terceira edição Albergaria em Flor – Unidos Criamos Valor foi a Rua Dr. Patrício Luís Ferreira. Com 20 moradores inscritos no projecto, o arruamento convenceu os membros do júri que, na manhã de Sábado, percorreram o centro da cidade para eleger a rua mais florida.

A edição de 2018 do Albergaria em Flor contou com 323 inscrições em 62 ruas diferentes.

Para além da rua mais bonita e colorida, a Câmara Municipal decidiu distinguir, pela primeira vez, uma varanda que está florida o ano inteiro, tendo a eleita sido seleccionada no Bairro das Lameirinhas.

A Câmara Municipal vai entregar os prémios Albergaria em Flor numa cerimónia solene, em data a anunciar.

Fonte: CM Albergaria

bicicletas albergaria

Após a criação dos “Patrulheiros” (vigilantes da floresta sobre duas rodas) e a implementação do POP – Programa Operacional Pedalar (promoção da bicicleta junto das crianças), foi inaugurado ontem (Quinta-Feira) o sistema de bicicletas partilhadas, o terceiro vector do programa Mobilidade Operação Bicicleta de Albergaria-a-Velha – MOB.A. Assim,os Albergarienses podem requisitar, de forma gratuita, uma bicicleta na “bOx”, junto à Piscina Municipal.

As 30 bicicletas MOB.A podem ser utilizadas por cidadãos maiores de idade, sendo apenas necessário fazer um registo no local e entregar um termo de responsabilidade. Os menores de idade só podem levantar uma bicicleta quando devidamente autorizados pelo seu representante legal.

A utilização das bicicletas está sujeita a um período máximo de 4 horas. O levantamento e entrega só podem decorrer durante o horário de abertura da bOx, que é o seguinte:
– Segunda a Sexta (excepto feriados), das 9h00 às 13h00 e das 15h00 às 19h00;
– Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00;
– Domingo, das 9h00 às 13h00.

Fonte: CM Albergaria

Um acidente com um veículo pesado fez um ferido grave em Albergaria-a-Velha ontem dia 12 (Quinta-feira). O veículo capotou cerca das 11:49h à saída da A25 para a A1. Ao que tudo indica, o piso molhado estará na origem do despiste. O condutor do camião de 45 anos estava encarcerado e foi transportado para o Hospital de Aveiro para receber o tratamento necessário. No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha, o INEM, a GNR e a Ascendi.

Fontes: CM e BVAAV

A Câmara Municipal vai realizar um conjunto de obras na rede viária e em diversas infraestruturas afetadas pelas intempéries, no valor de 2,4 milhões de euros. O investimento está dividido em três intervenções: a requalificação da Rua Gonçalo Eriz, em Albergaria-a-Velha, a reabilitação de infraestruturas rodoviárias municipais na zona norte e sul do Concelho e nas vias afetadas pelas intempéries do último inverno.

A Rua Gonçalo Eriz, que liga a Igreja Matriz ao Cemitério de Albergaria-a-Velha, é uma via no centro da cidade, incluída na Área de Reabilitação Urbana, que carece de intervenção urgente, de forma a garantir a segurança rodoviária e minimizar futuros custos de manutenção mais elevados. As obras vão incidir no traçado, que é sinuoso e estreito, e na sua envolvente, atenuando os dois estrangulamentos da via, junto à Igreja Matriz e na passagem superior sobre a Linha do Vale do Vouga.

Relativamente à reabilitação das infraestruturas rodoviárias municipais na zona norte e na zona sul do Concelho, as vias contempladas exigem uma intervenção urgente, para garantir condições de segurança rodoviária e criar condições para o desenvolvimento do território.

As obras na zona norte do Concelho contemplam a Estrada Municipal (EM) 579-2, nas Frias (da EN 16-2 ao pontão); a Rua de Mouquim a Vila Nova de Fusos, ambas em Albergaria-a-Velha e Valmaior; as vias da Unidade Operativa de Planeamento e Gestão da Branca, um polo industrial na zona de Soutelo; e pavimentação e órgãos de drenagem na EM 554, em Ribeira de Fráguas.

Na zona sul, as intervenções previstas vão decorrer na Rua do Ribeiro até ao entroncamento com a Rua da Quinta e no arruamento de acesso ao Centro Cultural de S. João de Loure, ambas em S. João de Loure, e na Rua Comendador Martins Pereira, em Frossos. Também estão previstas intervenções na Rua Marquês de Pombal (ou Rua dos Pinheiros), em Angeja; e na Rua da Ponte Velha, em Beduído, Alquerubim.

Na terceira empreitada estão previstas intervenções na Rua do Covelo, em Valmaior, que faz a ligação da Rua do Cemitério a Rendo, a pavimentação da EN 16, entre a Rotunda do IC2 e Valmaior e a intervenção na Ponte da Biscaia, nas Frias, todas na freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior. Estão também previstas intervenções na EM 556-2, que faz a ligação entre Fradelos e o lugar do Carvalhal, na Branca, e na EM 577, que liga a Fontinha a Alquerubim. Estas vias foram danificadas no último inverno e o seu estado de conservação exige intervenção urgente.

Para a execução deste conjunto de obras, a Câmara Municipal vai contrair três empréstimos que podem atingir o máximo de 2 403 101 euros. Para a empreitada da Rua Gonçalo Eriz, vai contrair um empréstimo até ao valor de 739 mil euros. Para as intervenções nas vias da zona norte e sul do Concelho a Câmara vai recorrer a um empréstimo até ao valor de 1 097 453 euros. Para a reabilitação das vias afetadas pelas intempéries está prevista a contração de um empréstimo até 566 648 euros.

De acordo com a Direção-geral das Autarquias Locais o limite do endividamento da Câmara Municipal para 2016 é de cerca de 19 milhões de euros. O limite de endividamento é calculado a partir da dívida total de operações orçamentais do Município, que não pode ultrapassar, no final do ano, 1,5 vezes a média da receita corrente líquida cobrada nos três exercícios anteriores.

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha regista, em 2016, o mais baixo endividamento dos últimos 15 anos, que é de cerca de 3,4 milhões euros. Tem vindo a amortizar empréstimos antigos, tendo já liquidado o empréstimo referente ao Cineteatro Alba, e a antecipar transferências para o Fundo de Apoio Municipal, um compromisso anual desde 2013.

A autorização para os três empréstimos foi aprovada por maioria em Assembleia Municipal, com os votos favoráveis do CDS/PP e do PS e a abstenção do PSD. Os presidentes de Junta de Freguesia de Alquerubim e Angeja também votaram favoravelmente as intervenções viárias na zona norte e sul do Concelho e nas vias afetadas pelas intempéries. A contratação dos empréstimos necessita do visto do Tribunal de Contas.

25-10-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

Imóveis em Destaque

Fantástica Moradia V5 Nova

Para Venda: €220500   

ÚLTIMOS ARTIGOS

CTT

746
O Tribunal de Aveiro condenou, na passada Quinta-Feira dia 12, a 15 anos de prisão três homens envolvidos em vários assaltos à mão armada...

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close