Destaques
Featured posts

2117
ines santiago

A nova tecnologia pode ajudar os médicos a definirem a estratégia de tratamento mais adequada. Apesar de ter sido testada no cancro do recto, a técnica poderá vir a ser usada para determinar a malignidade dos gânglios linfáticos noutros tumores, como o da mama.

A técnica, descrita num artigo publicado esta Quarta-Feira na revista da especialidade Cancer Research, poderá ajudar os médicos a definirem a estratégia de tratamento dos doentes mais adequada, nomeadamente seleccionar melhor os doentes que beneficiam mais de radioterapia ou quimioterapia antes da remoção cirúrgica do tumor.

No caso do cancro do recto, o estado dos gânglios linfáticos no mesorrecto (tecido que envolve o recto) é considerado um importante indicador de prognóstico dos doentes. Contudo, actualmente, com as técnicas de imagem em vigor na prática clínica, o conhecimento do estado dos gânglios linfáticos dos doentes com cancro do recto antes da cirurgia “é limitado”, assinala a primeira autora do artigo, Inês Santiago, citada em comunicado pela Fundação Champalimaud. Segundo a radiologista, “a tomada de decisão” dos médicos sobre a prescrição de radioterapia ou quimioterapia antes da cirurgia para remover o tumor, o recto e o mesorrecto “baseia-se em grande parte noutras características do tumor”.

Inês Santiago descreveu à Lusa que a nova técnica “permite extrair parâmetros” que “classificam os gânglios com uma acuidade superior” à das técnicas convencionais, ao “aumentar a sensibilidade” das células a “pequenas perturbações do campo magnético”. Na prática, a técnica permite visualizar a assinatura magnética dos gânglios linfáticos, diferenciando os que são benignos (que apresentam células pequenas e não muito densas) dos que são malignos.

Fonte: Público

3693

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um indivíduo com 40 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal, cometidos através do método de “cardsharing”.

O detido que actuava a partir de Albergaria-a-Velha mantinha em funcionamento uma estrutura própria, ilícita, de disponibilização do serviço protegido de TV, angariando os clientes, vendendo equipamentos especialmente adulterados para a recepção do sinal codificado, disponibilizando os acessos e recebendo os pagamentos acordados. Para o efeito a estrutura compreendia servidores instalados fora do território nacional, na Alemanha e Itália.

Com este procedimento, cerca de quatro centenas de clientes acedia ilegitimamente ao sinal de TV pago sem que os operadores recebam o preço devido, em prejuízo destes e da Autoridade Tributária pela não liquidação das correspondentes receitas tributárias.

No decurso das buscas efectuadas foram apreendidos relevantes elementos de prova, de que se destacam, um sistema informático dedicado ao controlo dos acessos efectuados pelos “clientes” aos servidores dedicados ao “Cardsharing” e cerca de três dezenas de “set-top-box”, de recepção do sinal satélite, adulteradas para disponibilizar o acesso ao sinal protegido.

O detido foi presente às Autoridades Judiciárias, na Comarca de Aveiro, para primeiro interrogatório judicial e fixação das adequadas medidas de coação.

Fonte: Polícia Judiciária

1358

Segundo noticiaram os jornais Notícias de Aveiro e o Correio da Manhã, um idoso residente na Branca de 92 anos foi burlado em mais de 500€ que trazia no bolso por dois falsos funcionários da Segurança Social.

Os dois burlões com cerca de 60 anos pararam a viatura à porta da casa de Joaquim Brandão, na rua da Aldeia, na Branca e informaram-no que iriam aumentar a sua reforma e que as notas de 20 e 50€ em breve sairiam de circulação.

Fonte: Notícias de Aveiro e Correio da Manhã

217

A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) acolheu, no passado dia 26 de Fevereiro a Main Planning Conference do Exercício Europeu de Protecção Civil – CASCADE’19.

O CASCADE´19 é um exercício europeu de protecção civil que irá decorrer em Portugal entre
28 de Maio e 1 de Junho de 2019, de tipo LIVEX (LIVEexercise), ou seja, com movimentação real de meios de protecção e socorro.

O objectivo é treinar e testar a capacidade de resposta conjunta e integrada do Sistema Nacional de Protecção Civil e da União Europeia, num cenário que prevê múltiplas e complexas situações de emergência, provocadas por sismos, condições meteorológicas extremas, inundações por cheias em cursos de água, acidentes com barragens, acidentes em complexos industriais e poluição marítima, que irão suceder em “cascata”.

Os diferentes Agentes de Protecção Civil, nacionais e internacionais, irão actuar segundo os protocolos operacionais fixados como se de ocorrências reais se tratassem, desencadeando as acções de resposta necessárias à resolução dos incidentes planeados, pondo em prática e testando as suas diversas capacidades e valências, designadamente de emergência médica, de evacuação de populações, de busca e resgate em estruturas colapsadas, de apoio social, de organização de zonas de concentração e de suporte às populações. Será igualmente testada a importante componente de recepção, integração e coordenação dos meios das equipas internacionais que, numa situação real, possam ser chamados a intervir no quadro de um pedido de assistência internacional.

Em Albergaria-a-Velha estará instalado um posto de comando municipal que coordenará as equipas num cenário de colapso da Barragem de Ribeiradio e consequente cenário de cheia.

Fonte: PROCIV

459

Terá lugar no próximo dia 25 de Maio (Sábado) o tradicional Passeio Sénior, desta vez, a Ponte de Lima. A iniciativa, desenvolvida no âmbito do Programa Idade Maior, é de participação gratuita.
Os 31 autocarros previstos (com lotação superior a 50 lugares) partirão por volta das 6h30, estando o regresso a Albergaria-a-Velha previsto para as 20h00.

Fonte: Base
Imagem: Wikipedia

947

O homem de 31 anos sem actividade conhecida e a usufruir do RSI foi vigiado pela GNR durante um ano. No entanto, negou que se dedicasse ao tráfico de cocaína e heroína desde 2015, garantindo que começou apenas no início de 2016 para pagar o arranjo de um carro. Também negou o envolvimento dos 3 filhos menores.

As buscas da GNR, em Junho de 2018, permitiram apreender vários telemóveis, dinheiro (cerca de 800€), computadores, objectos de valor, nomeadamente artigos em ouro, e uma pistola.

O arguido, actualmente na prisão, responde ainda por posse de uma arma proibida que lhe foi apreendida nas buscas domiciliárias (uma pistola calibre 6.35 ocultada no filtro de ar).

Fonte: Notícias de Aveiro

ÚLTIMOS ARTIGOS

error: Content is protected !!

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close