Cineteatro Alba

90

O ex-futebolista Paulo Futre vai sujeitar-se às questões “incómodas” do humorista Carlos Vidal na próxima sessão do ciclo Isto Tudo Para Dizer O Quê?. A conversa tem lugar no Cineteatro Alba, na noite de 15 de Fevereiro (21h00), com bilhetes a partir de dois euros.

Figura ímpar do futebol, Futre chegou a ser apelidado de “Maradona Português”. Formado no Sporting Club de Portugal, jogou nos três grandes do campeonato nacional, embora tenha sido no F.C. Porto e no Atlético de Madrid que mais se notabilizou. Na equipa portuense conquistou dois campeonatos portugueses e uma Taça dos Campeões da Europa. Já na equipa espanhola – cuja transferência foi a maior do futebol português até à época – conquistou duas Copas do Rei. Ainda hoje, é considerado um dos maiores símbolos do Atlético de Madrid.

Isto Tudo Para Dizer O Quê?, é um conceito focado na disrupção de fronteiras de conteúdos. Não é um simples talkshow, uma conversa, uma homenagem, um programa apenas de humor ou uma entrevista completamente séria, mas sim uma mistura do melhor de tudo isto.

O bilhete normal para a sessão custa três euros, com o preço especial de dois euros para portadores Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal, Cartão Municipal de Voluntário e Jovens SUB 23.

Fonte: CM Albergaria

Serviço Babysiting disponível

141

03 fevereiro 2019 | domingo | 18h00
Cineteatro Alba – Sala Principal
Bohemian Rhapsody
3€ – Bilhete normal
2€ – Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal, Cartão Municipal de Voluntário e Jovens SUB 23
134 min. | M/12

Bohemian Rhapsody” é uma singular celebração da banda “Queen”, da sua música e do seu extraordinário vocalista Freddie Mercury, que desafiou estereótipos e quebrou convenções para se tornar um dos artistas mais amados em todo o mundo.
O filme conta a história por detrás da ascensão dos “Queen” através das suas canções e som revolucionário.

Fonte: CT Alba

 

133
banda

O ciclo Bandas em Concerto do Cineteatro Alba continua no próximo sábado, 2 de Fevereiro, pelas 21h30, com um espectáculo da Banda Velha União Sanjoanense. A entrada é gratuita, mas sujeita ao levantamento de ingresso e à lotação da sala.

“Atendendo ao facto da apreciação de uma composição musical depender também da exploração do potencial timbrico e sonoro do agrupamento que a executa, a Banda Velha União Sanjoanense arrisca neste ciclo Bandas em Concerto um programa arrojado e diversificado, tanto nos géneros musicais escolhidos, como na sua tipologia”, explica Etelvina Almeida, Presidente da Direcção da Banda. O repertório inclui as composições Grand March, de Soichi Konegaya; First Suite in Eb, de Gustav Holst; Reflective Mood, de Sammy Nestico; Teseo, de Guilhermo Rueno; Suite nº 1 para Banda, de Jorge Salgueiro; Symphonic Dance nº 3, Fiesta, de Glifton Williams; e Takaragima, de Hirotaka Izumi com arranjos de Toshio Masime.

“Sendo as Bandas Filarmónicas os agrupamentos musicais mais versáteis e capazes de levar a extremos o que existe em termos de programas e tipos de espectáculo, espera-se proporcionar uma noite de verdadeira apreciação musical, em ambiente de festa e familiaridade, a que todo o nosso público está já habituado”, afirma Etelvina Almeida.

A Banda Velha União Sanjoanense foi fundada em 1826 na freguesia de S. João de Loure e é uma das bandas mais antigas do distrito de Aveiro.

Fonte: CM Albergaria

1049

Os “ministros” que fazem a diferença – João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira, moderados por Carlos Vaz Marques – vão reunir o seu Governo Sombra em Albergaria-a-Velha no Festival Risorius, a ter lugar entre 24 e 27 de Janeiro, com Warm Up nos dias 18 e 19. A sétima edição do Festival de Humor e Arte vai incluir conversas, teatro, stand-up comedy, apresentação de livros, exposições e cinema, com grandes nomes do humor nacional – Nuno Markl, Diogo Faro, Guilherme Duarte, Jel, Jovem Conservador de Direita, entre outros.

Em jeito de “aquecimento” para o Risorius, o programa de entrevistas Prova Oral,conduzido por Fernando Alvim, faz uma emissão em directo do palco do Cineteatro Alba no dia 18, pelas 19h00. A seguir, pelas 21h30, o Jovem Conservador de Direita vai ensinar o público a ocupar os seus tempos livres da forma menos penosa possível em Entretenimento com o Doutor. No dia seguinte, Sábado, o humorista Carlos Vidal conduz uma sessão especial de Isto Tudo Para Dizer O Quê? com um dos mais internacionais actores portugueses – Pêpê Rapazote.

Ivo Canelas dá o arranque oficial do Festival Risorius com o monólogo intimista Todas as Coisas Maravilhosas, a adaptação portuguesa do espectáculo de sucesso escrito por Duncan Macmillan, estreado no Fringe Festival, em Edimburgo. A peça, que é um hino à vida contra a depressão, desafia o actor a partilhar o palco com o público na noite de 24 de Janeiro (21h30). Na sexta-feira, 25, também pelas 21h30, o Governo Sombra vai manter a promessa que continuamente faz aos seus “eleitores” – analisar de forma acutilante os assuntos do momento, sempre com humor à mistura. Após a reunião dos “ministros”, Nuno Markl e Marisa Silva apresentam Páginas de Livros Infantis Rejeitadas, numa mostra de ilustração, que vai estar patente ao público na Sala de Exposições até final de Março.

O fim de semana do Risorius começa na Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha, às 16h00, com a apresentação do livro Ainda Bem Que Ficou Desse Lado, de Pedro Boucherie Mendes. Séries de TV icónicas, a medição de audiências ou a morte da televisão “clássica” são alguns dos temas abordados na obra, que inclui ilustrações de André Carrilho. Uma selecção dessas ilustrações vai estar exposta no equipamento cultural, numa mostra a ser inaugurada pelas 17h00 e patente até ao dia 28 de Fevereiro.

À noite regressa-se ao Cineteatro Alba para uma noite de puro stand-up comedy, com alguns convidados em estreia absoluta na sala de espectáculos do Concelho. Assim, a acompanhar o Albergariense Carlos Vidal, estarão Diogo Faro, Guilherme Duarte, Jel (Homens da Luta) e Nel Monteiro, que sai da sua “zona de conforto” na música para um registo diferente. A encerrar o Risorius – 7.º Festival de Humor e Arte de Albergaria-a-Velha, uma sessão de cinema com Parque Mayer no domingo, pelas 18h00. Uma hora antes, o público pode participar numa conversa com Tiago R. Santos, argumentista do filme, e com o actor Jorge Vaz Gomes.

O passe geral, que dá acesso a todos os espectáculos do festival, tem o preço de 22 euros. Os portadores Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal, Cartão Municipal de Voluntário e Jovens SUB 23 podem adquirir o passe por 15 euros. Para quem quiser ver só determinados espectáculos, os preços dos bilhetes variam entre os dois e os dez euros.

Fonte: CM Albergaria

1102

A programação do Cineteatro Alba para Janeiro e Fevereiro finalmente foi divulgada, iniciando-se no próximo Domingo, 6 de Janeiro com as tradicionais Janeiras num encontro que reúne alguns grupos locais. O espectáculo tem início às 17:00h e a entrada é gratuita.

O público vai poder acompanhar as músicas tradicionais interpretadas pelo Grupo de Cantares de Santa Eulália – Valmaior, a Oficina Trauteias & Rodopias do Programa Idade Maior e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Angeja.

Integrado no ciclo “Bandas em Concerto”, a 13 de Janeiro pelas 17h actuará a banda Recreativa União Pinheirense. Dia 2 pelas 21:30h será a vez da Banda Velha União Sanjoanense. Ambos são eventos gratuitos.

Também como vem sendo hábito, na programação “Às Quintas”, dia 7 de Fevereiro actuará o artista “Janeiro” às 22h e dia 21 também pela mesma hora actuará Elisa Rodrigues.

Dia 16 de Fevereiro será a vez de Ana Moura se apresentar no palco principal. O bilhete normal custa 14€ e quem tiver Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal, Cartão Municipal de Voluntário e Jovens SUB 23 pagará 12€. O espectáculo iniciará às 21:30h e tem duração prevista de 75 minutos.

 

433

Pascuala Ilabaca, um dos nomes mais sonantes da nova vaga de cantautoras chilenas, sobe ao palco do Cineteatro Alba a 7 de Julho, pelas 22:00, num concerto integrado no Festim – Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo.

Nascida em Valparaíso em 1985, Pascuala Ilabaca sempre se interessou pela música desde a infância.

Em 2008 lançou o primeiro disco Pascuala canta a Violeta, uma homenagem a Violeta Parra e aos tradicionais sons do Chile. A presidente Michelle Bachelet, impressionada com a jovem cantora, convida-a para participar numa tournée na Índia, onde acaba por se instalar durante um ano. Dessa estadia nascem dois novos discos, ambos editados em 2010 – Perfume o Veneno, com fortes influências da música Hindu, e Diablo Rojo, Diablo Verde, um regresso às origens chilenas, com os sons da Cumbia, Troteor e Cueca. Este é o primeiro álbum onde trabalha com o grupo Fauna, que a tem acompanhado desde então.

O bilhete normal para o espectáculo custa seis euros. Os portadores Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal, Cartão Municipal de Voluntário e Jovens SUB 23 usufruem do preço especial de quatro euros.

Fonte: CM Albergaria

ÚLTIMOS ARTIGOS

2826
Estimados Albergarienses, utilizadores e amigos, Muitos se recordarão que há pouco mais de 10 anos atrás vivíamos na nossa Cidade um marasmo informativo / comunicacional....
error: Content is protected !!

Ao continuar a usar o site, concorda com o uso de cookies. Pode alterar as definições de cookies a qualquer altura. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close