Ribeira de Fráguas

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha instalou dois novos parques infantis em Pinheiro, freguesia de São João de Loure, e no Jardim de Infância do Campo, na Ribeira de Fráguas, tendo investido 20 325,20 euros na intervenção.

Em Pinheiro já existia um parque infantil no local, com mais de dez anos e equipamentos degradados, que não ofereciam as condições de segurança para utilização pelas crianças da localidade. Desmantelado o antigo parque, foi colocado um pavimento sintético em placa SBR, de cor verde. Em termos de equipamentos infantis, instalou-se uma mola individual em forma de coelho, um baloiço de dois lugares e um escorrega elefante.

No Jardim de Infância e Escola Básica do Campo, Ribeira de Fráguas, não existia qualquer equipamento infantil no recreio. A colocação deste equipamento veio dar resposta a um anseio das 50 crianças da educação Pré-escolar e do 1º CEB, bem como da Educadora de Infância, Professoras, Assistentes Operacionais e famílias.

Tal como no Parque de Pinheiro, colocou-se um pavimento sintético em placa SBR, mas optou-se por um conjunto multifunções, com diversas opções para as brincadeiras.

Os novos parques infantis cumprem todas as normas de segurança em vigor, desejando-se que a sua utilização venha colmatar uma lacuna na componente lúdica da atividade diária das crianças.

16-03-2017
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

horta biologica-SITEO CLDS 3G Albergaria Integra’T está a organizar um ciclo de quatro oficinas sobre agricultura, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha. A primeira oficina, denominada “Horta Biológica e Sustentável”, tem lugar no próximo sábado, 15 de outubro, no edifício da Junta de Freguesia de Ribeira de Fráguas e a participação é gratuita.

O primeiro workshop tem a duração de seis horas, decorrendo das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 16h30. Durante a sessão, dinamizada por técnicos da Escola Profissional de Torredeita, vão ser abordados os princípios básicos da agricultura biológica, a fertilidade do solo, a rotação das culturas, as consociações e o planeamento de uma horta biológica. Será ainda realizada uma degustação de produtos produzidos em agricultura biológica.

A participação na oficina é gratuita, mas carece de inscrição prévia, que pode ser feita através do endereço eletrónico sonia.ferreira@cldsalbergaria.pt ou do número 967 128 337.

No dia 5 de novembro, em Angeja, terá lugar a segunda oficina sobre o tema “Segurança no Manuseamento de Máquinas Agrícolas”. A terceira e quarta oficina do ciclo sobre agricultura estão agendadas para o próximo ano, em data e local a definir. Os temas vão ser “Segurança Alimentar e Saúde Pública” e “Empreendedorismo Agrícola”.

11-10-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha  

A Estrada Municipal 556-1, que faz a ligação entre o Alto dos Barreiros e o Forno da Telha, vai ser requalificada pelo Município de Albergaria-a-Velha. A intervenção, com um custo previsto superior a 200 mil euros, vai ser realizada no âmbito do Fundo de Emergência Municipal, um pacote de apoios financeiros que visa resolver situações excecionais de urgência fundamentada, como a reparação de infraestruturas debilitadas pelos efeitos de eventos meteorológicos adversos.

Devido às intempéries do inverno passado, as condições de circulação na EM556-1, que liga as freguesias de Ribeira de Fráguas e Branca, têm-se agravado. O mau estado do pavimento, aliado à inclinação e às várias curvas da via, têm tornado a circulação automóvel difícil nesta zona.

As obras de reabilitação prevêem a pavimentação da estrada numa extensão de dois quilómetros e meio e a reformulação da rede de drenagem de águas pluviais. Na zona da Ponte do Palhal serão executados trabalhos de manutenção, limpeza e correção de patologias, bem como a estabilização de taludes e a colocação de sinalização horizontal e vertical. O prazo de execução da empreitada, que se encontra em fase de concurso, é de 90 dias.

29-08-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha 

O Município de Albergaria-a-Velha vai proceder a trabalhos de beneficiação nas Pontes de Valmaior e do Carvalhal, investindo para tal cerca de 110 mil euros. As duas empreitadas encontram-se em fase de concurso, sendo o prazo de execução de 90 dias.

As condições de circulação nas duas pontes têm-se agravado nos últimos tempos devido ao desgaste provocado pelas intempéries do inverno passado, como as chuvas fortes e as cheias, que provocaram a derrocada de taludes e abatimentos em várias zonas nas imediações das pontes.

A fim de garantir a segurança de quem passa por estas estruturas, a Câmara Municipal irá corrigir as diversas patologias existentes, como fissuras e pedras soltas, e proceder à reabilitação estrutural das pontes, reforçando algumas áreas mais vulneráveis. A lista de trabalhos a realizar inclui ainda a limpeza e manutenção das margens do Rio Caima, a execução da rede de drenagem de águas pluviais, a pavimentação da via, a colocação de guardas de segurança e de sinalização horizontal e vertical.

As obras nas pontes de Valmaior e do Carvalhal vão ser executadas no âmbito do Fundo de Emergência Municipal, um pacote de apoios financeiros que visa resolver situações excecionais de urgência fundamentada, como a reparação de infraestruturas debilitadas pelos efeitos de eventos meteorológicos adversos.

16-08-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

1257

No Centro de Dia de Ribeira de Fráguas (Cediara), no concelho de Albergaria-a-Velha, Aveiro, todos os dias são diferentes. Esqueça qualquer preconceito ou pré-conceito sobre lares de idosos e centros de dia e imagine uma instituição vibrante e em perfeita interligação não só geracional mas também comunitária.

“A Cediara é uma grande família, constituída pelos 30 trabalhadores, direcção, cerca de 200 utentes e muitos voluntários e amigos que nos vão apoiando na concretização dos nossos objectivos sociais: [tornarmo-nos] num espaço vivo e enriquecedor”, explicou ao Green Savers Susana Henriques, directora técnica da Cediara.

Nos últimos anos, a Cedira lançou vários projectos para mudar a mentalidade sobre o papel do idoso na comunidade, de forma a valorizar o seu saber e promover momentos de partilha e afectividade. “Os ganhos são comuns a todos os intervenientes, alargados também aos intervenientes indirectos, como os familiares das crianças e idosos. A própria comunidade local, que tem mudado a sua perspectiva sobre a avaliação ao idoso, procura uma maior aproximação e validação”, resume a responsável.

O projecto Gerações com Vida, por exemplo, foi desenvolvido em parceria com o Colégio de Albergaria e tem como objectivo a troca de correspondência entre idosos e crianças. Uma das acções levou jovens e comunidade a ensinarem os idosos a explorar as ferramentas informáticas, de forma a se manterem actualizados com um mundo em perfeita e constante mudança.

“As crianças e toda a comunidade escolar têm hoje uma perspectiva dos idosos mais inclusa, mais capaz. Posso afirmar que devolvemos aos idosos o papel de anciãos, de sábios e conselheiros. Também eles se têm mostrado mais interessados em continuar a aprender, com a auto-estima mais reforçada e com mais objectivos de vida”, continuou Susana Henriques.

Idade XXL

A mais recente iniciativa do Cediara, Idade XXL, é a continuidade de actividades intergeracionais que o centro de dia tem desenvolvido nos últimos anos – entre elas encontram-se os Senhores Sabedoria, em que os idosos dão aulas de história aos mais novos; e a Concretização de Sonhos, em que os idosos identificam vários sonhos que gostariam de concretizar.

O Idade XXL, mais abrangente que todos os outros projectos do Cediara, foi recentemente distinguido pelo Prémio Agir, promovido pela REN, garantindo €15.000 que irão ajudar a dar uma maior dimensão à iniciativa.

“Os sub-projectos Concretização de Sonhos e Senhores Sabedoria vão estender-se a um maior número de entidades, com novas actividades. Estas últimas semanas têm sido dedicadas a estabelecer parcerias e definir cronogramas”, confessor a directora técnica.

O entusiasmo é visível em Ribeira de Fráguas, explica Susana Henriques. Mas sem “uma ponta de stress”. “Os nossos idosos são de uma resistência e exemplo único. Inspiram-nos todos os dias”.

A responsável dá um exemplo. “Temos verificado uma melhoria a nível do estado emocial dos beneficiários do Concretização de Sonhos, traduzido pelo facto de, no primeiro contacto, não conseguirem sinalizar nenhum sonho por realizar. Passado algum tempo após a intervenção, porém, identificam não um mas vários sonhos. O que é óptimo, pois manifestam vontade de prosseguir o seu curso de vida”.

Inicialmente, o objectivo do projecto era a sua dinamização a nível do concelho, abrangendo os estabelecimentos de ensino e instituições locais. No entanto, os resultados das acções que a Cediara tem vindo a promover têm despertado o interesse de outras entidades e isso levou-a a alargar a área de intervenção a outros estabelecimentos de ensino do distrito de Aveiro. Também os estabelecimentos prisionais de Aveiro e Viseu serão visitados.

O que fazer com €15.000?

O dinheiro – ou falta dele – nunca pôs em causa a continuidade dos vários projectos de envelhecimento activo que, juntos, dão lugar ao Idade XXL. No entanto, os €15.000 recebidos na sequência do segundo lugar no Prémio Agir vão dar uma vertente mais profissional à iniciativa. O valor será incluído num orçamento que inclui a aquisição de uma viatura para deslocação dos utentes e transporte de equipamentos. Uma parte da verba será disponibilizada para a compra de material de apoio à concretização das actividades, nomeadamente som e projecção.

“A persistência carateriza os membros desta grande família que é a Cediara, pelo que, face aos bons resultados das acções que vínhamos a promover, não as poderíamos interromper. Contudo, face às limitações que tinhamos com a gestão das viaturas, nunca poderíamos ir tão longe. Este prémio foi um contributo determinante para a dimensão que lhe pretendemos atribuir”, continuou Susana Henriques.

De acordo com a responsável, todos os projectos desinteressados mas direccionados a dignificar causas sociais são sempre um contributo louvável. “Numa altura em que o terceiro sector se debate com inúmeras dificuldades económicas, projectos como o Prémio Agir são um óptimo contributo à melhoria da qualidade dos serviços. E este foi extremamente relevante, desde logo, pela escolha do tema. E por entender o envelhecimento activo como uma prioridade”, concluiu a responsável.

OS TRÊS GRANDES PROJECTOS DO CEDIARA

GERAÇÕES COM VIDA

O objectivo é a troca de correspondência entre idosos e crianças dos estabelecimentos de ensino parceiros. Existem outros momentos de encontro e partilha durante o ano, sempre programados com objectivos específicos.

CONCRETIZAÇÃO DE SONHOS

Os utentes e colaboradores da Cediara vestem a pele das suas personagens – Sra. Alegria, Doutor Saúde, entre outros – e visitam outras instituições, idosos em situação de dependência ou isolamento. De forma criativa, eles procuram concretizar os seus sonhos e proporcionar momentos de alegria e de esperança. Este projecto inclui também actividades de musicoterapia, de forma a promover a estimulação cognitiva, sensorial e a interacção social.

SENHORES SABEDORIA

Este projecto permite aos nossos utentes continuarem o seu processo de formação e partilha de conhecimentos, indo às escolas e estabelecimentos prisionais dar aulas de história e cidadania.

A edição de 2015 do Prémio Agir premiou, para além da Cediara, o Chapitô, de Lisboa, e a associação Engenho, da Famalicão. Saiba mais sobre o projecto e relembre a notícia do Green Savers.

12-10-2015
Fonte: Green Savers

Vai ser aberto o procedimento concursal público para a beneficiação da Estrada Municipal 554, que liga a freguesia de Ribeira de Fráguas ao limite do concelho de Sever do Vouga, numa extensão de três quilómetros. A base de licitação da empreitada é de 178 036,55 euros e o prazo de execução de 180 dias.

“Esta é a estrada em piores condições no Município, quer em termos de piso, quer em termos de segurança”, diz António Loureiro, Presidente da Câmara. Para além do pavimento degradado, a via tem cerca de uma dúzia de curvas, que exigem uma atenção redobrada a quem circula por esta zona.

Para melhorar as condições da Estrada Municipal 554 vai ser feita uma correção das curvas e o reperfilamento do traçado, com posterior pavimentação em betuminosa. Para além do trabalho nas sinuosidades da via, a obra contempla a drenagem de águas pluviais, a recuperação dos aquedutos existentes, a reparação de um tanque e de condutas de rega.

Numa fase posterior será feita a pavimentação de todo o perfil transversal e longitudinal da estrada, garantindo, desta forma, uma ligação mais segura entre os concelhos vizinhos na zona serrana.

Notícia de 21-08-2015

01-09-2015
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha 

Imóveis em Destaque

Moradia T3 - Alquerubim

Para Venda: €110.000   

ÚLTIMOS ARTIGOS

3621
A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro...