Alquerubim

1277

A vila de Paus, na freguesia de Alquerubim, vai recuar até à época do Renascimento nos dias 2, 3, 4 e 5 de junho para celebrar os 500 anos da atribuição do foral pelo rei D. Manuel I. Numa coorganização do Município de Albergaria-a-Velha, Junta de Freguesia de Alquerubim e AlbergAR-TE – associação cultural, as comemorações, que vão ter lugar no Largo de N.ª Senhora das Dores, incluem uma feira quinhentista, recriações históricas, desfiles e animação de rua com contadores de histórias, gaiteiros e malabaristas, entre outras atrações.

O programa das comemorações arranca com uma sessão solene na Capela de Nossa Senhora das Dores, na noite de quinta-feira, 2 de junho. Pelas 21h30, a investigadora Maria Alegria Marques, que coordenou a edição da obra “Foral de Paus – 1516”, fará uma contextualização do documento manuelino, que concedeu vários privilégios à vila de Paus, tornando-a sede de concelho. O programa prossegue com a Banda Recreativa União Pinheirense, que interpretará música do século XVI.

A abertura oficial da feira quinhentista tem lugar na sexta-feira, 3 de junho, pelas 19h00. Ao longo de três dias, os visitantes podem conhecer os ofícios do fim da Idade Média, comprar artesanato ou saborear petiscos nas tabernas. A animação de rua vai contar com gaiteiros e tambores, malabaristas, contadores de histórias, músicos, cavaleiros, uma bailarina oriental e cuspidores de fogo. Os habitantes locais assumirão o papel de diversas personagens da Nobreza, do Clero e do Povo, participando nas várias atividades e interagindo com os visitantes.

Ainda na sexta-feira, pelas 21h30, terá lugar um concerto pela Orquestra Comunitária e o cortejo noturno “Nós Somos Vida das Gentes”, que percorrerá as ruas de Paus. No desfile participarão elementos da Oficina Teatro Jovem e da Oficina de Teatro do Programa Idade Maior, bem como membros da comunidade.

No sábado, a feira quinhentista abre às 11h00 com um espaço de jogos dinamizado pelo Museu do Brincar. Ao longo da tarde, serão apresentados diversos espetáculos e encenações. Pelas 15h00 os visitantes podem ver acrobacia com mastro chinês e, às 17h00, um espetáculo de marionetas. A comitiva do Foral chega às 18h00, sendo encenada a entrega do documento régio ao povo de Paus; até à hora do jantar, haverá uma demonstração de danças palacianas e um concerto de música comunitária. À noite, a partir das 21h30, será apresentado um espetáculo do Jogo do Pau com fogo, seguindo-se o desfile noturno e uma queimada.

Após a abertura da feira no domingo, será celebrada ao meio-dia uma missa na Capela de Nossa Senhora das Dores, com um harpista a receber os fiéis. À tarde, para além da animação deambulante, terá lugar uma oficina sobre o Jogo do Pau e o cortejo com todos os participantes. Antes do encerramento das comemorações dos 500 anos do Foral de Paus, pelas 19h00, haverá um baile com danças quinhentistas e medievais e um concerto com o grupo Popularis.

O rei D. Manuel atribuiu o Foral a Paus, um território que é mais ou menos coincidente com a atual freguesia de Alquerubim, no dia 2 de junho de 1516. Paus, que era um lugar na margem direita do rio Vouga com dezenas de pessoas, passou a ser vila e sede de concelho. O reconhecimento real da vila de Paus permitiu o seu crescimento populacional e a legitimação de um conjunto de regras comummente aceites, como a gestão das águas, a utilização das pastagens e dos matos, entre outras, além de fixar uma ordem administrativa no território. A vila de Paus perdeu importância com o passar dos anos e acabou por ser integrada na recém criada freguesia de Alquerubim, com a fundação do Concelho de Albergaria-a-Velha, em 1835.

30-05-2016
Fonte: CM Albergaria

fialA Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha está a proceder ao arranjo urbanístico do espaço junto da Capela de Fial, na Freguesia de Alquerubim, criando estacionamento e passeios que facilitam a circulação de pessoas e veículos. As obras, orçadas em 48 889, 87 euros, mais IVA, estão a decorrer a bom ritmo e vêm de encontro a uma reivindicação já antiga da população.

Em períodos de celebrações litúrgicas e outros eventos, verificavam-se, frequentemente, congestionamentos na rua principal de Fial, que dificultavam a circulação e punham em causa a segurança no local. Com o arranjo urbanístico, o espaço fica mais liberto, podendo os habitantes usufruir melhor das iniciativas que se realizam nas proximidades da capela.

As obras contemplam a execução de um muro de contenção entre o arruamento e os terrenos adjacentes, com três metros de altura e 93 metros de comprimento, junto do qual está a ser criada uma área de estacionamento em pavimento de cubo de granito que comporta 23 lugares. A intervenção inclui ainda a execução de passeio em pavimento de pedrinha de calcário, em todo o comprimento do estacionamento. Para a criação deste novo espaço, a Câmara Municipal contou com a colaboração dos munícipes Joaquim Santos da Silva e Rosa Maria Dias da Silva, que cederam parcelas dos seus terrenos para um investimento que beneficia toda a comunidade.

19-08-2015
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha

Imóveis em Destaque

ÚLTIMOS ARTIGOS

324
Vai ter início, no dia 5 de novembro, uma oficina de produção de objetos em madeira no CARA – Centro de Atividades Radicais e...