Destaques
Featured posts

3621

A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo”, indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro.

Segundo a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o incêndio que concentra mais meios, no distrito de Aveiro, está a lavrar nas freguesias de Eixo e Eirol, mais precisamente na localidade de Horta. Estão no local 89 operacionais, acompanhados por 23 viaturas.

Leia a notícia completa aqui.

17-08-2017
Fonte: TVI24

Estão abertas as inscrições para o Mercado das Coisas do Festival de Fazedores de Artes – Dos Modos Nascem Coisas, que decorre entre 15 e 17 de setembro, na Alameda 5 de Outubro. Até ao dia 1 de setembro, artesãos, produtores agrícolas, designers, alfarrabistas e terapeutas, entre outros, podem inscrever-se em albergar-te.com/associacao/ficha-mercados e promover os seus produtos e serviços ao longo dos três dias do evento.

O Festival Dos Modos Nascem Coisas é uma coorganização AlbergAR-TE – associação cultural e Município de Albergaria-a-Velha e assenta numa plataforma de divulgação e formação das artes e dos ofícios, onde o público convive com artistas e criadores, emergentes e/ou de referência, em diversas áreas. Assim, pretende-se construir um tecido vivencial que assente numa trama inovadora de cruzamentos de vários modos de ver, de fazer, de sentir, de ser, de comunicar.

O festival inclui oficinas artísticas, teatro, música, circo, cinema, conversas e uma exposição de artes e ofícios contemporâneos. Em termos de espetáculos, destacam-se os concertos de Rão Kyao e da Orquestra (IN) Quieta, o circo contemporâneo “E-nxada” da Companhia Erva Daninha, o teatro “Mira Mira Miró” de Art’Imagem e a cerâmica em performance dos Desalinhados.

No Mercado das Coisas propõe-se promover um espaço de divulgação e de venda de artigos, produtos e projetos culturais, criativos e artísticos em cinco áreas diferenciadas: o Mercado Modos de Fazer (artesanato, artes plásticas, design e joalharia); o Mercado de Proximidade (produtos da terra, biológicos, ecológicos e regionais); o Mercado do Ser (massagens, Ioga, meditação); o Mercado do Usado (artigos vintage e de segunda mão, alfarrabistas); e o Mercado das Palavras (livros, discos, contadores de histórias, ilustração).

O regulamento do Mercado das Coisas pode ser consultado em albergar-te.com/associacao/regulamento-mercado-das-coisas

16-08-2017
Fonte: CM Albergaria

177

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha vai proceder a obras de beneficiação no Mercado de Angeja. A intervenção ronda os trinta mil euros e tem um prazo de execução de 60 dias.

A obra engloba a remoção das placas de fibrocimento, existentes na cobertura do mercado, e a sua substituição por painéis com isolamento térmico, numa área de 320 metros quadrados. Já em 2014, a Câmara Municipal procedeu a um trabalho idêntico de remoção de placas de fibrocimento na Incubadora de Empresas, fazendo agora a mesma operação no Mercado de Angeja.

Para além desta intervenção, as obras incluem pequenas reparações na fachada, substituição de tijoleiras e pinturas várias, incluindo nos sanitários.

O Mercado de Angeja foi construído em 1997 e funciona todos os domingos, das 6h30 às 13h00. Atualmente existem 15 bancas ocupadas, que vendem, na sua maioria, produtos alimentares, como frutas, legumes, carne, pão e bolos, existindo ainda espaços de venda de flores.

16-08-2017
Fonte: CM Albergaria

O lugar de Frossos, no Concelho de Albergaria-a-Velha, vai ser palco da primeira edição do Trocópar – Festival Internacional de Danças entre 24 e 27 de agosto.

Ao longo de quatro dias, o evento propõe um programa de oficinas e bailes em três espaços diferentes, havendo ainda concertos, animação de rua, uma feira de artesanato, tasquinhas e atividades na Pateira de Frossos e arredores. A organização é do Grupo de Teatro “A Bateira” e do Grupo Desportivo Beira-Vouga, com a parceria do Município de Albergaria-a-Velha e da Junta de Freguesia de São João de Loure e Frossos.

As oficinas de dança terão várias sessões ao longo do dia. Os participantes vão poder experimentar Danças de Leste e dos Balcãs, Tango Argentino, Sevilhanas, Munheiras, Danças de Israel e Grécia, Salsa, Mazurka, Forró e Contradanças Escocesas, entre outras.

As crianças terão oficinas de dança espaciais, bem como ateliês de Origami, modelagem de balões, Yoga, sessões de ilusionismo e Arte com Letra. O festival contará ainda com um espaço de oficinas alternativas, como Tai Chi Chuan, Shiatsu, Yoga, Qi Gong, Biodanza, Bacantoh e um Laboratório de Teatro Físico Consciente. À noite, concertos e bailes animarão o centro de Frossos.

Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteira online, em www.trocopar.pt, nas estações dos CTT e na bilheteira do festival. Um passe de quatro dias custa 40 euros e o bilhete diário, 20 euros. A entrada é livre para crianças com idade inferior a 12 anos, quando acompanhadas por um adulto portador de bilhete válido.

Há descontos para famílias com dois ou mais filhos com idades superiores a 12 anos, membros de associações parceiras com cotas em dia e jovens até aos 25 anos residentes no Concelho de Albergaria-a-Velha. O preço, com desconto, para o passe de quatro dias é 30 euros e para um dia, 15 euros. Durante o festival haverá uma área de campismo para os participantes.

11-08-2017
Fonte: CM Albergaria

1660

A Organização das Nações Unidas (ONU) selecionou a Futurvida, com sede em Albergaria-a-Velha, para transformar e equipar duas unidades móveis ginecológicas, por um valor de cerca de 200 mil euros, anunciou hoje fonte da empresa.

Segundo um comunicado da empresa, estas duas unidades estão no Iraque ao serviço das mulheres apoiadas pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), um organismo da ONU que promove o planeamento familiar em mais de 150 países.

“A finalidade das viaturas que agora estão no Médio Oriente é acelerar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva da população mais pobre do Iraque, incluindo o planeamento familiar voluntário e a maternidade segura”, refere a mesma nota.

Em declarações à agência Lusa, Delfina Cunha, administradora da Futurvida, explicou que a empresa foi escolhida através de uma consulta internacional.

Leia a notícia completa aqui.

10-08-2017
Fonte: Sapo 24

493

O Programa Operacional Regional do Centro – Centro 2020 – aprovou um pacote de projetos relativo a Áreas de Acolhimento Empresarial e há vários Municípios da Região de Aveiro beneficiados neste pacote de investimentos.

Estão em causa 36 projetos ligados à criação e expansão de áreas qualificadas para a atração de empresas e de investimentos.

Estes projetos envolvem um investimento de cerca de 100 milhões de euros e terão um apoio do Centro 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), de cerca de 39 milhões de euros.

A ampliação do Parque do Casarão, em Águeda, orçada em 7,9 milhões, garantiu 1,8 milhões; a ampliação da zona industrial de Albergaria garante 370 mil euros em 7 milhões de investimento; a ampliação do Eco Parque de Estarreja tem 2 milhões para um investimento de 6,3 milhões e, em Vagos, a expansão do Parque Empresarial de Soza que custa 2,9 milhões recebe 1,5 milhões.

Leia a notícia completa aqui.

07-08-2017
Fonte: Terranova

Imóveis em Destaque

Moradia T3 - Alquerubim

Para Venda: €110.000   

ÚLTIMOS ARTIGOS

3621
A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro...