Cultura e Educação

Estão abertas as inscrições para o Mercado das Coisas do Festival de Fazedores de Artes – Dos Modos Nascem Coisas, que decorre entre 15 e 17 de setembro, na Alameda 5 de Outubro. Até ao dia 1 de setembro, artesãos, produtores agrícolas, designers, alfarrabistas e terapeutas, entre outros, podem inscrever-se em albergar-te.com/associacao/ficha-mercados e promover os seus produtos e serviços ao longo dos três dias do evento.

O Festival Dos Modos Nascem Coisas é uma coorganização AlbergAR-TE – associação cultural e Município de Albergaria-a-Velha e assenta numa plataforma de divulgação e formação das artes e dos ofícios, onde o público convive com artistas e criadores, emergentes e/ou de referência, em diversas áreas. Assim, pretende-se construir um tecido vivencial que assente numa trama inovadora de cruzamentos de vários modos de ver, de fazer, de sentir, de ser, de comunicar.

O festival inclui oficinas artísticas, teatro, música, circo, cinema, conversas e uma exposição de artes e ofícios contemporâneos. Em termos de espetáculos, destacam-se os concertos de Rão Kyao e da Orquestra (IN) Quieta, o circo contemporâneo “E-nxada” da Companhia Erva Daninha, o teatro “Mira Mira Miró” de Art’Imagem e a cerâmica em performance dos Desalinhados.

No Mercado das Coisas propõe-se promover um espaço de divulgação e de venda de artigos, produtos e projetos culturais, criativos e artísticos em cinco áreas diferenciadas: o Mercado Modos de Fazer (artesanato, artes plásticas, design e joalharia); o Mercado de Proximidade (produtos da terra, biológicos, ecológicos e regionais); o Mercado do Ser (massagens, Ioga, meditação); o Mercado do Usado (artigos vintage e de segunda mão, alfarrabistas); e o Mercado das Palavras (livros, discos, contadores de histórias, ilustração).

O regulamento do Mercado das Coisas pode ser consultado em albergar-te.com/associacao/regulamento-mercado-das-coisas

16-08-2017
Fonte: CM Albergaria

O lugar de Frossos, no Concelho de Albergaria-a-Velha, vai ser palco da primeira edição do Trocópar – Festival Internacional de Danças entre 24 e 27 de agosto.

Ao longo de quatro dias, o evento propõe um programa de oficinas e bailes em três espaços diferentes, havendo ainda concertos, animação de rua, uma feira de artesanato, tasquinhas e atividades na Pateira de Frossos e arredores. A organização é do Grupo de Teatro “A Bateira” e do Grupo Desportivo Beira-Vouga, com a parceria do Município de Albergaria-a-Velha e da Junta de Freguesia de São João de Loure e Frossos.

As oficinas de dança terão várias sessões ao longo do dia. Os participantes vão poder experimentar Danças de Leste e dos Balcãs, Tango Argentino, Sevilhanas, Munheiras, Danças de Israel e Grécia, Salsa, Mazurka, Forró e Contradanças Escocesas, entre outras.

As crianças terão oficinas de dança espaciais, bem como ateliês de Origami, modelagem de balões, Yoga, sessões de ilusionismo e Arte com Letra. O festival contará ainda com um espaço de oficinas alternativas, como Tai Chi Chuan, Shiatsu, Yoga, Qi Gong, Biodanza, Bacantoh e um Laboratório de Teatro Físico Consciente. À noite, concertos e bailes animarão o centro de Frossos.

Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteira online, em www.trocopar.pt, nas estações dos CTT e na bilheteira do festival. Um passe de quatro dias custa 40 euros e o bilhete diário, 20 euros. A entrada é livre para crianças com idade inferior a 12 anos, quando acompanhadas por um adulto portador de bilhete válido.

Há descontos para famílias com dois ou mais filhos com idades superiores a 12 anos, membros de associações parceiras com cotas em dia e jovens até aos 25 anos residentes no Concelho de Albergaria-a-Velha. O preço, com desconto, para o passe de quatro dias é 30 euros e para um dia, 15 euros. Durante o festival haverá uma área de campismo para os participantes.

11-08-2017
Fonte: CM Albergaria

25

O Banco de Livros Escolares do Município de Albergaria-a-Velha, que funciona na Biblioteca Municipal, conta já com 1099 manuais, cadernos de atividades e livros de preparação para os exames dos diferentes ciclos de ensino, desde o 1.º Ciclo ao Secundário.

Criado em 2015, o Banco de Livros Escolares permite aos alunos requisitarem manuais que estejam em vigor nos estabelecimentos de ensino ou para apoio ao estudo, sem custos. Nos dois anos de atividade, foram emprestados 113 livros, sendo que para o próximo ano letivo já estão efetuados 23 pedidos de famílias Albergarienses. Os alunos que fazem doações de livros e aqueles que os requisitam assinam um protocolo com a Autarquia; quem beneficia dos livros, normalmente durante um ano letivo, deve garantir uma boa utilização dos manuais para que voltem a ser emprestados.

O número de manuais cedidos por alunos que não necessitem deles registou um aumento significativo no último ano letivo. No final do primeiro ano de atividade, o Banco de Livros Escolares registava 350 livros disponíveis. Em apenas um ano, o número triplicou, sendo que, desde o final deste ano letivo, em junho, já foram feitas 25 doações de manuais ou livros de atividades.

Através da partilha, o Banco de Livros Escolares pretende fomentar a reutilização de livros escolares de forma gratuita, ecologicamente sustentável, contribuindo para a poupança das famílias. Para Catarina Mendes, Vereadora da Educação e Ação Social, “este aumento do número de doadores e de utilizadores vem demonstrar que a aposta na reutilização de livros escolares é o caminho a seguir, permitindo uma significativa poupança às famílias e, simultaneamente, consciencializando para uma atitude de preservação do ambiente.”

07-08-2017
Fonte: CM Albergaria

O Cineteatro Alba atingiu, no final de julho, os 130 mil espetadores desde a sua reabertura em 2012. Para Delfim Bismarck, Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, o número vem afirmar que “com uma programação eclética, transversal e intergeracional, o CTAlba conseguiu, em pouco mais de cinco anos de existência, afirmar-se como um dos equipamentos de melhor programação cultural da região”.

O Cineteatro Alba reabriu ao público em abril de 2012 após profundas obras de reabilitação. Em pouco mais de cinco anos, já passaram pelos seus quatros espaços – Sala Principal, Espaço Café-Concerto, Sala Estúdio e Sala de Exposições – mais de 700 eventos, entre espetáculos de música, dança e teatro, cinema, debates, conferências, entre outras iniciativas. Em 2016, a taxa de ocupação média foi de 73,41 por cento, a taxa mais elevada dos últimos quatro anos.

O Cineteatro Alba tem sido um ponto de paragem obrigatório nas digressões de muitos artistas e companhias nacionais. Pedro Abrunhosa, Rodrigo Leão, Ana Moura, Carminho, Aurea, Deolinda, João Pedro Pais, Dead Combo, Miguel Araújo, Blind Zero, José Cid, Ruy de Carvalho, Herman José, Alexandra Lencastre, Bruno Nogueira, Diogo Infante, Ana Bola, Maria Rueff, Joaquim Monchique, Olga Roriz, Paulo Ribeiro e quase todos os grandes nomes da música, teatro e dança nacionais já marcaram presença no palco principal.

Encerrado em agosto, o Cineteatro Alba prepara a programação do último trimestre de 2017. Confirmadas estão as presenças de Luísa Sobral, Maria João e Emmy Curl, na música, e dos atores Miguel Guilherme e Jorge Mourato, no elenco da peça “Dois Homens Completamente Nus”. A abrir a programação, no dia 1 de setembro, terá lugar a apresentação do documentário “Nasci com a Trovoada – Autobiografia Póstuma de um Cineasta”, sobre a vida e obra do realizador Albergariense Manuel Guimarães.

03-08-2017
Fonte: CM Albergaria

129

Das Américas à Mongólia, com muita África. Um mês depois, a nona edição do Festim chegou ao fim no último sábado, em Ílhavo, após 14 concertos nas melhores salas da região e em vários recintos ao ar livre.

Pela região passaram sete nomes das músicas do mundo, em 14 concertos. A 9ª edição do Festim – festival intermunicipal de músicas do mundo começou a 22 de junho e terminou no último sábado (21 de julho), “numa viagem onde embarcaram mais de seis mil pessoas” e que passou por sete municípios parceiros: Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja, Ílhavo e Oliveira do Bairro. A d’Orfeu, associação promotora, faz um balanço positivo.

Leia a notícia completa aqui.

27-07-2017
Fonte: Região de Águeda

379

A Câmara Municipal vai proceder à constituição do Conselho Municipal da Juventude de Albergaria-a-Velha, numa sessão a ter lugar no dia 27 de julho, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal.

O Conselho Municipal da Juventude é um órgão de caráter consultivo sobre matérias relacionadas com a política da juventude que desenvolve a sua ação no Município de Albergaria-a-Velha. É presidido pelo Presidente da Autarquia e prossegue os seguintes fins: colaborar na definição e execução das políticas municipais da juventude, assegurando a sua articulação e coordenação com outras políticas setoriais; assegurar a audição e representação das entidades públicas e privadas que, no âmbito municipal, prosseguem atribuições relativas à juventude; contribuir para o aprofundamento do conhecimento dos indicadores económicos sociais e culturais relativos à juventude; promover a discussão das matérias relativas às aspirações dos jovens no Concelho; promover a divulgação de trabalhos de investigação sobre a temática; promover iniciativas sobre a juventude a nível local; colaborar com os órgãos do Município no exercício das competências destes relacionados com a juventude; incentivar e apoiar a atividade associativa juvenil e promover a colaboração entre as associações juvenis.

Para além do Presidente da Câmara Municipal, o Conselho Municipal da Juventude vai ser constituído por um membro da Assembleia Municipal de cada partido ou grupo de cidadãos representados; o representante do Município no Conselho Regional da Juventude; um representante de cada associação juvenil com sede no Município e inscrita no Registo Nacional de Associações Jovens (RNAJ); um representante de cada associação de estudantes; um representante de cada federação de estudantes inscrita no RNAJ, cujo âmbito geográfico de atuação se circunscreva na área do Município; um representante de cada organização de juventude partidária com representação nos órgãos do Município ou na Assembleia da República e um representante de cada associação jovem e equiparadas a associações juvenis.

O Conselho Municipal da Juventude irá reunir-se ordinariamente em plenário quatro vezes por ano, sendo duas das reuniões destinadas à apreciação e emissão de parecer em relação ao Plano Anual de Atividades e Orçamento do Município e outra destinada à apreciação do Relatório de Atividades e Contas. O funcionamento e a representação do Conselho entre as reuniões de plenário serão assegurados pela Comissão Permanente, eleita para o efeito. O Conselho também elege um representante para o Conselho Municipal da Educação.

22-07-2017
Fonte: CM Albergaria

Imóveis em Destaque

Moradia T3 - Alquerubim

Para Venda: €110.000   

ÚLTIMOS ARTIGOS

3621
A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro...