Actualidade

3621

A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo”, indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro.

Segundo a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o incêndio que concentra mais meios, no distrito de Aveiro, está a lavrar nas freguesias de Eixo e Eirol, mais precisamente na localidade de Horta. Estão no local 89 operacionais, acompanhados por 23 viaturas.

Leia a notícia completa aqui.

17-08-2017
Fonte: TVI24

505

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha está a instalar cinco Unidades de Produção para Autoconsumo de Energia Elétrica (UPAC’s) no Edifício dos Paços do Município, no Cineteatro Alba, no Centro Cultural da Branca, na Incubadora de Empresas de Albergaria-a-Velha e na Piscina Municipal de São João de Loure.

A intervenção, que engloba um investimento superior a 70 mil euros, vai permitir captar e transformar a radiação solar em energia elétrica para consumo nos edifícios e a venda da energia não consumida à rede elétrica nacional, com uma potência total instalada de 60,685kW. Por ano, espera-se poupar mais de 13 mil euros na fatura elétrica dos cinco edifícios e evitar a emissão de 31 385 kg de dióxido de carbono (CO2). O retorno do investimento deverá acontecer num prazo de cinco anos.

A instalação de UPAC’s insere-se no Plano de Ação para a Energia Sustentável (PAES), que concretiza o compromisso assumido aquando da adesão ao Pacto de Autarcas Europeus e visa a superação das metas traçadas pela política energética da União Europeia em matéria de redução das emissões de CO2, através de um aumento da eficiência energética e de uma produção e utilização mais limpa da energia. Durante o mandato, o executivo já investiu 479 850 euros em medidas de sustentabilidade energética, tendo o Município recebido 99 890 euros em apoios a fundo perdido.

É possível salientar outras ações desenvolvidas pelo Município no âmbito do PAES. Após a substituição de lâmpadas ineficientes por tecnologia LED nas Piscinas Municipais de Albergaria-a-Velha, Branca e São João de Loure e no Pavilhão Municipal de Albergaria-a-Velha, a Autarquia está a instalar 300 lâmpadas LED no Edifício dos Paços do Município, que permitirão reduzir a fatura da eletricidade em mais de 70 por cento.

A sustentabilidade e a eficiência estão também a ser implementadas na frota automóvel do Município, com o abate de seis veículos a gasóleo e a aquisição de três viaturas elétricas. O investimento, superior a 120 mil euros, vai ser comparticipado pelo Fundo Ambiental, uma linha de incentivos criada pelo Governo para apoiar a substituição de veículos de serviços urbanos ambientais por veículos elétricos. Outras medidas ambientais de desenvolvimento sustentável implementadas no Concelho incluem a introdução de tecnologia LED na iluminação pública no centro da cidade, a instalação de redutores de caudais nos vários equipamentos municipais e a colocação de uma cobertura isotérmica na Piscina Municipal da Branca.

De acordo com António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal, “este investimento junta-se a outros que o município tem vindo a realizar nos últimos anos, sendo a sustentabilidade e eficiência energética uma das apostas e prioridades do executivo”.

11-08-2017
Fonte: CM Albergaria

167

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha atribuiu 296 500 euros em subsídios anuais a 61 coletividades e associações culturais, recreativas, sociais e desportivas do Concelho. Em 2017, há mais oito entidades contempladas com os apoios da Autarquia, tendo o valor total atribuído aumentado cerca de cinco por cento em relação ao ano anterior.

Os clubes e associações desportivas com atividade regular receberam a maior “fatia” dos apoios, 174 700 euros, seguindo-se as bandas de música, com 45 000 euros. As coletividades da área cultural, recreativa e social foram contemplados com 42 250 euros, os ranchos e grupos folclóricos, com 25 750 euros, e os quatro Agrupamentos de Escuteiros receberam um total de 7000 euros. Finalmente, aos grupos de columbofilia, caça e pesca foram atribuídos 1800 euros. Para além dos subsídios anuais, a Autarquia apoio atividades e eventos pontuais desenvolvidos pelas associações e coletividades.

O Presidente da Câmara Municipal afirma que a atribuição de subsídios às coletividades, associações e clubes é um contributo importante para o dinamismo do Concelho, não só em termos de organização de eventos, mas também no que diz respeito à ocupação dos tempos livres das diferentes faixas etárias, com destaque para os mais jovens, bem como a preservação da cultura e tradições locais. O autarca salienta, ainda, o papel na promoção do Concelho pelo País e além-fronteiras, levando um maior número de pessoas a reconhecer a vitalidade e qualidade da sua comunidade. A atribuição do prémio Cultura da Gala Litoral Awards e do galardão “Município Amigo do Desporto” são dois exemplos do reconhecimento que Albergaria-a-Velha tem granjeado nos últimos tempos.

A lista dos subsídios atribuídos pode ser consultada aqui.

08-08-2017
Fonte: CM Albergaria

827

O Município de Albergaria-a-Velha está a desenvolver um projeto-piloto em Portugal de vigilância da floresta, do ambiente e apoio a peregrinos com o recurso à bicicleta. Os “Patrulheiros” são jovens voluntários que vão deslocar-se pelo território, sobre duas rodas, reportando ocorrências nas áreas florestais e auxiliando os peregrinos do Caminho de Santiago e de Fátima na sua passagem pelo Concelho. Numa primeira fase, a Câmara Municipal irá disponibilizar cinco bicicletas para patrulhamento, bem como formação para os jovens.

A criação dos “Patrulheiros” é um dos três pilares do MOB*A, um projeto de implementação de mobilidade ciclável e suave, que visa contribuir para a melhoria do ambiente e da qualidade de vida dos cidadãos, promovendo a utilização da bicicleta nas pequenas deslocações. Para além dos “Patrulheiros”, o MOB*A – Mobilidade Operação Bicicleta de Albergaria-a-Velha – inclui ainda o desenvolvimento de ações de sensibilização nas escolas (POP – Programa Operacional Pedalar) e um suporte integrado de utilização partilhada de bicicletas.

O POP vai ser desenvolvido nos Jardins-de-Infância e Escolas do 1.º Ciclo do Concelho no próximo ano letivo e engloba diversas atividades em que os mais novos aprendem a utilizar, com segurança, a bicicleta. Para esta vertente, vão ser disponibilizadas 60 bicicletas para crianças dos quatro aos nove anos. As escolas terão também acesso a um “Kit Trânsito”, com sinalética, coletes e capacetes, bem como um “Kit Skills”, com vários suportes para exercícios de agilidade e destreza.

Para a comunidade em geral, o MOB*A contempla a utilização gratuita e partilhada de bicicletas, que estarão acessíveis no módulo MOB*A, a ser colocado no centro urbano de Albergaria-a-Velha. O módulo funcionará como centro de visitas e oficina, sendo possível fazer o rastreio das bicicletas através de uma aplicação. A pensar na população sénior, nos comerciantes e turistas a Autarquia irá disponibilizar Cargo Bikes e bicicletas elétricas.

“Este é um projeto diferenciador, com identidade própria, que foi concebido tendo em conta a realidade do Concelho”, refere António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal. Para além dos benefícios para o ambiente e para a saúde dos munícipes, o autarca destaca a componente formativa nas escolas, com a qual espera alterar mentalidades.

O projeto MOB*A conta com a parceria da Junta de Freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior e o seu sucesso “passa por um envolvimento estreito com a sociedade civil, desde os agrupamentos de escolas, escuteiros e associações ligadas à natureza, às forças de segurança e proteção civil, tais como a GNR e Bombeiros Voluntários, bem como as coletividades locais e empresas do setor”.

03-08-2017
Fonte: CM Albergaria

2890

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, apreendeu ontem, dia 26 de julho, 2163 quilos de amêijoa japonesa, na localidade de Albergaria-a-Velha, com o valor presumível de superior a 21 mil euros.

A apreensão foi efetuada no âmbito de uma ação de fiscalização ao transporte de pescado, bivalves e crustáceos, tendo sido detetada uma viatura que transportava os moluscos bivalves vivos sem as medidas regulamentares excedendo o limite diário de captura, não cumprindo assim os preceitos legais.

Os bivalves, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao habitat natural.

27-07-2017
Fonte: GNR

1651

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha vai proceder à requalificação urbana da Praça Fernando Pessoa, no centro da cidade, e intervir nas duas principais vias que nela convergem – a Rua Professor Egas Moniz e a Rua 25 de Abril. A intervenção, a ter início na próxima semana, vai englobar um investimento de 805 mil euros, com um prazo de execução de 180 dias.

A Praça Fernando Pessoa apresenta, atualmente, infraestruturas públicas obsoletas e desajustadas às funções que nela existem. Com a intervenção, pretende-se criar uma imagem de modernidade, onde o espaço público se apresente “como tabuleiro de desenvolvimento das ações de partilha e encontro de pessoas”, favorecendo a permanência e o usufruto do local.

Valorizando a sua condição de espaço central, a Praça Fernando Pessoa vai ficar num nível superior em relação às vias circundantes, sendo o acesso feito por rampas. Haverá um nivelamento de piso em toda a área e o espaço de interação social será melhorado com o alargamento dos passeios, em especial na zona das galerias comerciais, que passarão a ter uma largura de sete metros. Para além de favorecer a melhor circulação de peões, a nova área permitirá a implantação de esplanadas, dinamizando o comércio local.

Na Rua Professor Egas Moniz e na Rua 25 de Abril, a zona de circulação vai ser nivelada com a substituição dos lancis nos passeios por guias ao nível do piso. As zonas de estacionamento serão também niveladas e privilegiarão a colocação transversal dos veículos. Com o novo reordenamento da área, estão previstos cerca de 134 lugares de estacionamento.

Em termos de mobiliário urbano, destaca-se a introdução de floreiras em locais estratégicos e a colocação de bancos de jardim e papeleiras mais modernas. Haverá ainda a estruturação dos espaços verdes, com a introdução de novas espécies, com copa e raízes de tamanho adequado, que não prejudiquem o equilíbrio do espaço.

Esta obra, cofinanciado a 85% por fundos comunitários no âmbito do Programa Centro 2020, é, de acordo com o Presidente da Autarquia, António Loureiro, “uma necessidade urgente pois permitirá solucionar um problema que se arrasta há vários anos, nomeadamente, as águas pluviais, assim como permitirá requalificar uma das zonas onde vivem mais pessoas e onde existe mais comércio e serviços, melhorando desta forma a qualidade de vida de todos”.

27-07-2017
Fonte: CM Albergaria

Imóveis em Destaque

Moradia T3 - Alquerubim

Para Venda: €110.000   

ÚLTIMOS ARTIGOS

3621
A1 cortada nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, nesse troço completo", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro...