Câmara de Albergaria vai lançar obras no valor de 2,4 milhões de...

Câmara de Albergaria vai lançar obras no valor de 2,4 milhões de euros

Dreamweb - Agência de Comunicação

A Câmara Municipal vai realizar um conjunto de obras na rede viária e em diversas infraestruturas afetadas pelas intempéries, no valor de 2,4 milhões de euros. O investimento está dividido em três intervenções: a requalificação da Rua Gonçalo Eriz, em Albergaria-a-Velha, a reabilitação de infraestruturas rodoviárias municipais na zona norte e sul do Concelho e nas vias afetadas pelas intempéries do último inverno.

A Rua Gonçalo Eriz, que liga a Igreja Matriz ao Cemitério de Albergaria-a-Velha, é uma via no centro da cidade, incluída na Área de Reabilitação Urbana, que carece de intervenção urgente, de forma a garantir a segurança rodoviária e minimizar futuros custos de manutenção mais elevados. As obras vão incidir no traçado, que é sinuoso e estreito, e na sua envolvente, atenuando os dois estrangulamentos da via, junto à Igreja Matriz e na passagem superior sobre a Linha do Vale do Vouga.

Relativamente à reabilitação das infraestruturas rodoviárias municipais na zona norte e na zona sul do Concelho, as vias contempladas exigem uma intervenção urgente, para garantir condições de segurança rodoviária e criar condições para o desenvolvimento do território.

As obras na zona norte do Concelho contemplam a Estrada Municipal (EM) 579-2, nas Frias (da EN 16-2 ao pontão); a Rua de Mouquim a Vila Nova de Fusos, ambas em Albergaria-a-Velha e Valmaior; as vias da Unidade Operativa de Planeamento e Gestão da Branca, um polo industrial na zona de Soutelo; e pavimentação e órgãos de drenagem na EM 554, em Ribeira de Fráguas.

Na zona sul, as intervenções previstas vão decorrer na Rua do Ribeiro até ao entroncamento com a Rua da Quinta e no arruamento de acesso ao Centro Cultural de S. João de Loure, ambas em S. João de Loure, e na Rua Comendador Martins Pereira, em Frossos. Também estão previstas intervenções na Rua Marquês de Pombal (ou Rua dos Pinheiros), em Angeja; e na Rua da Ponte Velha, em Beduído, Alquerubim.

Na terceira empreitada estão previstas intervenções na Rua do Covelo, em Valmaior, que faz a ligação da Rua do Cemitério a Rendo, a pavimentação da EN 16, entre a Rotunda do IC2 e Valmaior e a intervenção na Ponte da Biscaia, nas Frias, todas na freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior. Estão também previstas intervenções na EM 556-2, que faz a ligação entre Fradelos e o lugar do Carvalhal, na Branca, e na EM 577, que liga a Fontinha a Alquerubim. Estas vias foram danificadas no último inverno e o seu estado de conservação exige intervenção urgente.

Para a execução deste conjunto de obras, a Câmara Municipal vai contrair três empréstimos que podem atingir o máximo de 2 403 101 euros. Para a empreitada da Rua Gonçalo Eriz, vai contrair um empréstimo até ao valor de 739 mil euros. Para as intervenções nas vias da zona norte e sul do Concelho a Câmara vai recorrer a um empréstimo até ao valor de 1 097 453 euros. Para a reabilitação das vias afetadas pelas intempéries está prevista a contração de um empréstimo até 566 648 euros.

De acordo com a Direção-geral das Autarquias Locais o limite do endividamento da Câmara Municipal para 2016 é de cerca de 19 milhões de euros. O limite de endividamento é calculado a partir da dívida total de operações orçamentais do Município, que não pode ultrapassar, no final do ano, 1,5 vezes a média da receita corrente líquida cobrada nos três exercícios anteriores.

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha regista, em 2016, o mais baixo endividamento dos últimos 15 anos, que é de cerca de 3,4 milhões euros. Tem vindo a amortizar empréstimos antigos, tendo já liquidado o empréstimo referente ao Cineteatro Alba, e a antecipar transferências para o Fundo de Apoio Municipal, um compromisso anual desde 2013.

A autorização para os três empréstimos foi aprovada por maioria em Assembleia Municipal, com os votos favoráveis do CDS/PP e do PS e a abstenção do PSD. Os presidentes de Junta de Freguesia de Alquerubim e Angeja também votaram favoravelmente as intervenções viárias na zona norte e sul do Concelho e nas vias afetadas pelas intempéries. A contratação dos empréstimos necessita do visto do Tribunal de Contas.

25-10-2016
Fonte: Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha